Porque não elogio a Nara quando ela come bem

Uma coisa que procuro fazer é nunca elogiar a Nara por ter comido bem. Não quero que ela entenda que quando come bem me agrada e se sinta mais amada por isso. Não quero passar a mensagem de que comer bem é comportar-se bem, é ser boa menina. De que quando não come me decepciona ou algo do tipo. Comer bem é satisfazer o apetite dela no dia em que está com muita fome. Comer mal é respeitar a falta de apetite que ela tem no dia em que não quer comer. Simples assim.

Lightroom (IMG_4956-2.JPG and 15 others)

Claro que eu fico feliz quando ela come bem, é o que toda mãe espera. Também me sinto orgulhosa, afinal comecei a cozinhar de verdade há poucos meses (basicamente desde que ela começou a comer) é quase um milagre que esteja agradando o paladar dela. Mas tento não dar peso a essa questão, da mesma forma que tento não dar peso quando ela deixa de comer. Quero que ela se sinta livre para respeitar o corpo dela sempre.

Uma das propostas do BLW é confiar na autorregulação do bebê, se ele não quer comer será por alguma razão e é preciso respeitar isso, nunca forçar. Ter liberdade para respeitar o que o corpo pede é muito importante, anular esse dom natural pode até resultar em futuros transtornos alimentares, como compulsão ou rejeição à comida.

Sem contar que ela ainda tem o leite materno em livre demanda, portanto não ficará de estômago vazio.

BabyLedWeaning significa “Desmame Guiado pelo Bebê”, sendo assim é ele que estipula em quanto tempo vai trocar o leite pelo sólido. Isso vai acontecer gradualmente, com avanços e recuos, fases em que pode rejeitar a comida e mamar mais ou vice versa.

Como funciona para você este tema? Já tinha pensado nisso?

0 Comentários para "Porque não elogio a Nara quando ela come bem"

    Deixar comentário

    Seu e-mail não será publicado.